NOTÍCIAS

Crianças tiveram programação especial na Convenção Nacional 23 de Março de 2019
Crianças tiveram programação especial na Convenção Nacional | Missão Cristã Elim

Os pequenos de 2 a 11 anos participaram de diversas atividades lúdicas para aprender sobre a caminhada de um cristão

As crianças que foram à Convenção Nacional participaram de uma programação especialmente organizada para elas, enquanto os adultos assistiam aos cultos e ministrações. Foi preparado um evento exclusivo para os pequenos, cujo material foi compilado e organizado pela pastora Taíssa Bolsi Palheta, da MCE Brasília.

O trabalho foi baseado no livro “O peregrino”, de John Bunyam, que conta a saga da caminhada de um cristão, com as dificuldades e vitórias que tem pelo caminho. Ele trata de inúmeros ensinamentos acerca da vida do cristão, desde que começa a caminhar em direção à cruz até alcançar as ricas promessas do Senhor na Eternidade. O personagem principal, Cristão, foi representado por cada criança presente. À medida que a narrativa se desenvolveu, os ensinos relacionados foram apresentados e aplicados à realidade dos pequenos. Cada parte da história tinha muitos símbolos e personagens, os quais representaram as dificuldades e tribulações que um cristão encontra na sua caminhada com Deus. As crianças foram ministradas acerca delas e puderam fazer a relação com situações pelas quais passam em seu dia a dia.

Antes da Convenção, as crianças receberam um convite personalizado, convocando-as para a jornada que viveriam durante o evento. Desta forma, foi gerada uma expectativa antecipada quanto ao que seriam ministradas. As aulas foram estruturadas de acordo com os capítulos do livro. Na primeira aula, as crianças conheceram a visão geral da vida do cristão, a partir da perspectiva de sua vida passageira na terra e das promessas na Eternidade. Foi-lhes explicado o que é ser um peregrino e o modo exemplar como o cristão deve caminhar aqui na terra, porém olhando sempre para o céu.

Nas aulas seguintes, foram contextualizados sobre a Cidade da Destruição, onde Cristão morava, a qual seria queimada. Cristão tinha de sair de lá em busca de abrigo para ele e sua família. Ele carregava um grande fardo em suas costas. Os pequenos aprenderam que esse fardo simboliza o pecado. No caminho, conheceram Evangelista, que lhes apontou por onde deveriam seguir. Neste momento, Cristão foi zombado e ameaçado por seus amigos. Os pequenos também vivenciaram muitas outras dificuldades, que tentavam distraí-los e desanimá-los a prosseguir. Mas também foram ajudados por várias pessoas, que os encorajaram e orientaram sobre como chegar à Cidade Celestial. Durante a jornada, precisaram tomar muitas decisões, até que perderam seu fardo e foram revestidos com uma armadura, que os deixou mais preparados a enfrentar os obstáculos que se apresentavam à sua frente.

A cada etapa, os perigos se tornavam ainda maiores e as crianças foram sendo instruídas e capacitadas a enfrentá-los com as armas adequadas, especialmente uma espada que receberam durante a jornada. Ainda assim, encontraram algumas armadilhas pelo caminho, mas sempre tiveram uma oportunidade de voltar ao rumo certo. Ao final, por terem sido obedientes e perseverantes, conseguiram chegar à Cidade Celestial, com o pergaminho que receberam em mãos, o qual os habilitava a entrar nela. A programação terminou com um banquete servido aos pequenos.

O conto, que é fictício e bastante lúdico, foi dramatizado, com o uso de cenários e personagens da história, de maneira a impactar os pequenos espectadores. Cada igreja idealizou a parte que ficou responsável de ensinar de maneira criativa e instigante. A cada aula, uma igreja foi responsável por realizar o louvor e ensinar um trecho da história. Para chamar a atenção dos pequenos e auxiliar na ministração, também foram utilizados diferentes recursos, como: encenação teatral, teatro de fantoches, dinâmicas, vivências, salas interativas, atividades manuais, oficinas, jogos e muitas brincadeiras. Ao final de cada aula, as crianças receberam lembrancinhas relativas ao assunto aprendido.

A história do Peregrino também ganhou uma música exclusiva, que foi ensinada aos pequenos e apresentada por eles no culto de segunda-feira à noite. A pastora Caroline Pires Silva Lima, de Manaus, autora da canção, disse que ela surgiu enquanto estava orando ao Senhor. Na oração, pedia para que a experiência na vida das crianças fosse marcante e que elas pudessem guardar na memória os ensinamentos que receberiam na Convenção. “A inspiração que o Senhor me deu foi utilizar uma melodia já conhecida nas igrejas da MCE e compor uma letra para o tema, resumindo a trajetória do Cristão peregrino. Nesse momento, fui tomada pelo Senhor e ele foi me dando a letra e ministrando minha vida, principalmente na certeza de que toda a jornada do cristão é recompensada pela paz que recebemos e a vida eterna”, testemunhou a pastora.

Para a pastora Nilah Mayer Blas, esposa do Pastor Presidente da MCE e responsável por direcionar o trabalho do ministério infantil da Missão, o evento para as crianças foi uma benção. “Quero enaltecer o trabalho dos professores do ministério infantil, que se dedicaram para ensinar as verdades da Palavra com tanta riqueza e graça. Obrigada pelo esforço de todos com as ministrações na Convenção Nacional”, declarou a pastora.

Acesse aqui as fotos da programação especial para as crianças, realizada na Convenção Nacional da Missão Cristã Elim, em 2019.

COMPARTILHE: